9.11.05

Chega de Poesia

Chega de poesia. Chega de palavras bonitas. Chega de chororô. Amar são visceras. É o incomodo que nunca cessa. Uma vontade de gritar um nome feio. Chocar as velhinhas que sentam toda tarde na mesma praça para olhar as mesmas meninas saindo da mesma escola. E falar mal. Amor não é rosinha ou azulzinho. Tem cheiro de merda no dedo de quando se enfia no cu para ela gozar batendo a maior punheta. Paixão é abajur voando pelo quarto na hora do ciúme. Fodam-se os poetas, fodam-se os cartãozinhos do Garfield. Não quero te apresentar para a minha mãe ou para o meu pai. Quero te foder de manhã a noite. Te virar do avesso. Até a minha porra secar. Até a sua buceta sangrar. Amar é assim. Sem meio termo, geralmente acaba num canto de delegacia ou num quarto de motel barato à beira da Rio-Petrópolis. Um caso de amor de verdade envolve choro e raiva, unhas quebradas, vômito de cachaça, tiro na cara do filho da puta que te tirou de mim. Uma cama ensangüentada. Uma notícia no jornal mais popular. Uma tragédia familiar, o nariz sangrando de tanta coca. Quem disse que o amor é Drummond? Quem foi que disse que é passeio no parque? Amor é xingamento. Amor é a mais de 140 por hora, na chuva, de noite e com o pneu careca. Porra! Fico puto com isso. Não me enganam mais. Amar é uma merda diária. É ligar e ela não atender e querer jogar o telefone na cara dela. É ela ligar e você não atender e ficar sem buceta por dois dias. Caralho. Haja punheta. Haja saco. Amar é o único jeito de não virar um louco e sair matando todo mundo. É amar. Amar, amar, amar.....você.....Onde você vai? Não me deixa aqui sozinho. Preciso de você. Mas por quê? O que eu fiz? Você não está sendo justa. Não, não está! Ah, paciência? Você quer que eu tenha paciência, né? Você vai ver paciência? Vou estourar a sua cara, vou te dar um soco que você nunca mais vai abrir os olhos. Sabe por quê? Porque você é uma vadia! Uma puta! Isso uma piranha! Quer me deixar para sair dando para todo mundo! Por isso é que eu vou dar um tiro na sua buceta! Assim você não vai poder dar para ninguém. Ninguém.....mas...ó que? Não chora. Ah não chora vai. Odeio quando você chora. Você sabe que eu não queria te bater. Mas você é foda. Porra, custa ficar comigo. Estou pedindo muito? Ficar comigo para sempre. Não é muito, é? Mas você me desculpa? Hein? Me desculpa? Foi sem querer. Não queria te machucar. Você sabe que é tudo para mim. Vamos ficar juntos. Para sempre. Quer pedir uma pizza. Eu pago. Você é a minha princesa. Você sabe. Não chore. Vai ficar tudo bem. Em uma semana desincha. Eu te amo.

(ivan trindade, 08/11/2005)

1 Comments:

Blogger Howard said...

HuffPo at six months: Arianna is on it
Congratulations, Huffington Post ! Today is your six-month anniversary since your much-heralded and skeptically-greeted debut on May 9, 2005 .
Find out how to buy and sell anything, like things related to georgia highway construction on interest free credit and pay back whenever you want! Exchange FREE ads on any topic, like georgia highway construction!

5:42 PM  

Postar um comentário

<< Home